comunicado   Atenção: Processo seletivo de tutores/orientadores para o curso de especialização em Saúde da Família, clique aqui.

APRESENTAÇÃO DO CURSO - SAÚDE MENTAL PARA A ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA/ATENÇÃO BÁSICA

 

Curso:

Aperfeiçoamento em Saúde Mental para a Estratégia de Saúde da Família/Atenção Básica

Coordenador:

Fernando Sfair Kinker

E-mail:

ferkinker@ig.com.br


Apresentação do Curso

As ofertas do curso de especialização em Saúde da Família e a intensificação do trabalho conjunto entre alguns municípios e a Unasus-Unifesp em torno dos projetos de Educação Permanente explicitou demandas urgentes no que se refere à qualificação e ao desenvolvimento de ações de saúde mental na Estratégia Saúde da Família/Atenção Básica. Persiste a necessidade de intensificar o trabalho nos territórios para consolidar e alimentar a formação da Rede de Atenção Psicossocial (conforme a portaria 3.088 de 2011), que tem como importante componente a Estratégia Saúde da Família/Atenção Básica.

O desenvolvimento de ações de saúde mental na Estratégia Saúde da Família/Atenção Básica qualifica o cuidado de todos aqueles que se utilizam dos serviços de saúde, uma vez que traz à tona o aperfeiçoamento da escuta, do acolhimento, do vínculo, a composição dos projetos terapêuticos singulares, o agenciamento de recursos nos territórios, a produção de laços sociais e de saúde.

A construção do trabalho em rede implica processos formativos e de educação, através do aprendizado e de construções de ferramentas de ação, como o desenvolvimento de práticas coletivas que envolvam os atores dos diversos serviços de saúde. Sendo assim, a proposta deste curso é envolver no processo de educação permanente os profissionais que desenvolvem seu trabalho na Estratégia Saúde da Família/Atenção Básica e nos serviços da Rede de Atenção Psicossocial, de forma a construir uma plataforma comum de conhecimentos e de práticas. Considera-se esse processo formativo importante para o fortalecimento das Redes de Atenção Psicossocial da Estratégia Saúde da Família/Atenção Básica dos municípios envolvidos, qualificando o trabalho dos profissionais e possibilitando a criação de novos projetos de intervenção prática em rede.

A construção deste projeto conta com o desenvolvimento de uma linha temática que percorra os principais princípios, estratégias e ferramentas da Atenção Psicossocial na Estratégia Saúde da Família/Atenção Básica no que tange aos 3 grupos atualmente atendidos pela área da saúde mental: adultos com sofrimento psíquico, pessoas com transtornos decorrentes do uso de álcool e drogas, e crianças e adolescentes com sofrimento psíquico, enfatizando sempre suas relações com a rede de atenção psicossocial em geral e a atenção primária em particular. Desta forma, pretende-se que os princípios e estratégias da Atenção Psicossocial sejam discutidos de forma transversal, incluindo as problemáticas dos 3 grupos acima referidos.

O propósito de fortalecer as ações de saúde mental na Estratégia Saúde da Família/Atenção Básica e o trabalho em rede visa também superar a dicotomia entre as dimensões da saúde mental e da saúde como um todo, repropondo como objeto de intervenção as relações sociais, a produção de sociabilidades e subjetividades, e a existência real e concreta dos sujeitos nos territórios, estimulando a produção de autonomia e o protagonismo dos usuários.

O curso de aperfeiçoamento terá 180 hs, divididas em 6 módulos de 30 hs, com duração de 6 meses, com início previsto para dia 22 de agosto de 2015 e término em 20 de fevereiro de 2016. Os alunos serão acompanhados por tutores, na proporção de 1 tutor para 20 alunos. Serão 2 grupos de 20 alunos em cada município. Estão previstos 3 encontros presenciais gerais, com todos os alunos e tutores, quando serão realizadas conferências com professores convidados e encontros de cada grupo de alunos com seus tutores. Além disso, tem sido discutida com os municípios a proposta de que cada grupo de 10 alunos (portanto, 4 grupos por município) possam ter encontros presencias locais, com o intuito de construírem e desenvolverem projetos coletivos de intervenção, com apoiadores definidos pela gestão local. Tais apoiadores deverão trabalhar em conjunto e sintonizados com os tutores EAD.

Com relação ao conteúdo programático do curso, este foi construído coletivamente com os representantes dos setores de educação permanente e dos programas de saúde mental dos municípios, buscando-se desenvolver uma linha temática que percorra os principais princípios, estratégias e ferramentas da Atenção Psicossocial no que tange aos 3 grupos atualmente atendidos pela área da saúde mental: adultos com sofrimento psíquico, pessoas com transtornos decorrentes do uso de álcool e drogas, e crianças e adolescentes com sofrimento psíquico, enfatizando sempre suas relações com a rede de atenção psicossocial em geral e a atenção primária em particular. Desta forma, pretende-se que os princípios e estratégias da Atenção Psicossocial na Estratégia Saúde da Família/Atenção Básica sejam discutidos de forma transversal, incluindo as problemáticas dos 3 grupos acima referidos.

Público-alvo

Curso oferecido aos profissionais de nível superior da/com relação à Estratégia Saúde da Família/Atenção Básica dos municípios de Guarulhos, Mauá, São Bernardo do Campo, Santos e Sorocaba. Os alunos serão selecionados e indicados pelos gestores das secretarias municipais de saúde de cada município.

Objetivo Geral do Curso

Capacitar profissionais de nível superior da Estratégia Saúde da Família/Atenção Básica para que exerçam ações de saúde mental em rede, em sintonia com os princípios e estratégias da Reforma Psiquiátrica, da Política Nacional de Saúde Mental e das Redes de Atenção Psicossocial.

Carga horária do curso

180 horas.

Duração do curso

Início previsto para dia 22 de agosto de 2015 e término em 20 de fevereiro de 2016.

Horário das aulas

EAD – Flexibilidade de Horário de acordo com a disponibilidade do participante.

Orientações para inscrição

Os alunos serão selecionados e indicados pelos gestores das secretarias municipais de saúde de Guarulhos, Mauá, São Bernardo do Campo, Santos e Sorocaba.

Parcerias

Secretarias municipais de saúde de Guarulhos, Mauá, São Bernardo do Campo, Santos e Sorocaba.


Módulo 1: Sofrimento e Cuidado em saúde
Ementa: Noções de sofrimento e cuidado em saúde; sofrimento como conceito estruturante para as ações em saúde; visão de homem e de mundo como ferramenta para construir a atenção à saúde mental; paradigma desinstitucionalizante para o cuidado em saúde; retornando à complexidade para a compreensão do sofrimento humano.

Módulo 2: Práticas de Atenção Psicossocial no território
Ementa: Vínculo e Responsabilização no cuidado em saúde mental. O trabalho no/com o território. O trabalho intersetorial e a produção conjunta de projetos terapêuticos. A família como usuária dos serviços. Situações cotidianas da Atenção básica envolvendo atendimento à infância, família, álcool e outras drogas e situação de crise.

Módulo 3: O Projeto Terapêutico Singular e o trabalho com o Matriciamento
Ementa: O projeto terapêutico singular apresentado por meio de um caso  em que se destaca e aborda a processualidade do cuidado e a organização da rede de atenção psicossocial. Valorização dos saberes dos diferentes atores e os movimentos que produzem mudanças/emancipação.

Módulo 4: Processo de Trabalho na Atenção Básica
Ementa: Necessidades de saúde e a construção da gestão do cuidado; trabalho em equipe para a busca por integralidade e equidade na atenção à saúde; modelos tecno-assistenciais na gestão do trabalho em saúde; processo de aprendizagem em serviço e educação permanente.

Módulo 5: Dispositivos da Atenção Psicossocial
Ementa: A importância do protagonismo dos usuários nos processos de cuidado; empoderamento, aumento de poder contratual e participação social; trabalho com famílias; arte e cultura como dispositivos de criação e de ampliação da rede social; o papel dos grupos e das oficinas terapêuticas; os centros de convivência como espaços de produção de novas sociabilidades; dispositivos lúdicos e o brincar no processo de cuidado.

Módulo 6: Dispositivos da atenção psicossocial – reabilitação psicossocial
Ementa: A desinstitucionalização no trabalho cotidiano das redes de atenção à saúde; o que são as Redes de Atenção Psicossocial; reabilitação psicossocial e as dimensões do habitar, do trabalhar e do trocar; os desafios das residências terapêuticas; economia solidária e saúde mental: desafios para a produção de novas sociabilidades; Atenção às situações de crise no território; percursos terapêuticos no território e a articulação dos recursos da rede.

 


Paralelamente a formação em sistema EAD pretende-se construir junto aos trabalhadores do município um plano de ação a ser realizado a partir de demandas do cotidiano do próprio serviço de origem do aluno, contando com o apoio de um trabalhador local.
Para efetivação desta proposta foi discutido com os representantes dos gestores municipais uma proposta de que cada grupo de alunos possa ter encontros presenciais locais, com o intuito de construírem e desenvolverem projetos de ação coletivos, com apoiadores locais definidos pela gestão.
O plano de ação nos territórios será construído e executado paulatinamente a partir das tarefas finais de cada um dos módulos deste Curso e estarão alinhados aos objetivos desta proposta. Este plano deve representar um destaque a partir das ações realizadas ou a realizar no próprio cotidiano do serviço em que estejam em foco os temas debatidos no formato EAD. Para elaboração deste plano, ao fim de cada módulo os alunos desenvolverão uma tarefa específica com detalhamento que garanta que ela esteja vinculada ao seu próprio trabalho e que não seja algo distante do universo do trabalhador-aluno.
É importante destacar que tais apoiadores locais deverão trabalhar em sintonia com os temas debatidos pelos tutores EAD que contarão com uma coordenação de tutores.


 

Pró-Reitorias

Unidades universitárias

Campi

Links de interesse